18.5.13

Temporal não-temporário

Um dia de tempestade em minha mente, raios de dúvidas caindo,
sentimentos mistos desabando em gotas que em mim vão fluindo
Se a chuva passa, o céu nublado esconde a razão,
transforma em nuvens escuras a minha emoção
Sem coerência, meus pensamentos vão sumindo,
como pássaros que para um lugar seco e seguro estão fugindo
Alguns destes pássaros têm suas asas molhadas que os obrigam a ficar,
sem destino, sem esperança, apenas aguardando a sanidade voltar
Uma alma sugada pela dor, que se entrega à loucura,
vive em meu interior, completamente insegura
Sujeita-se a estradas perigosas com pouca ou nenhuma recompensa
Se obriga a manter seus esforços por mais que não faça nenhuma diferença
Um trajeto sem rumo cheio de pedras e espinhos,
onde não se encontra a verdade pois esta fugiu por um desconhecido caminho.