19.12.13

Essa solidão contínua de desejar-te e não te ter, me faz em noites como esta, ouvir vozes até enlouquecer.
Não sei de onde vem todos estes pensamentos involuntários, mas sei que a dúvida é o que mais tem me atormentado.
Essas vozes - reflexo da loucura que se apossou de mim - agora são apenas minhas amigas.
Hoje elas me iludem dizendo que te trarão, antes elas me diziam que todas as memórias foram perdidas.
Posso realmente estar enganada, mas não perco nada em ter alguma esperança. Me acorrentei a todas as nossas lembranças.
Não posso me livrar da saudade que é tudo que sinto. Se digo que te esqueci, saiba que minto, meu maior sonho é voltar a dividir estas noites contigo.
Juro que não mais te trocarei por estas vozes se sua presença estiver aqui mas, se insistir em permanecer longe, quando não mais conseguir me encontrar, já sabe como me perdi.